Pesquisar este blog

quinta-feira, 7 de abril de 2011

Os Baús

No baú dos meus dias
Encontrei responsabilidades
E uma face séria
Que não sabe a verdade.

No Baú de meus meses
Encontrei dias inúteis
Perdidos nos olhos tristes
De meu ser, em tempos difíceis.

No baú de meus anos
Vi sua face corada
Meu amor ancorado
Em teu verde porto.

No baú de meu tempo
Encontrei sorrisos, alegrias
Que passaram com o vento
E voltaram com a nostalgia.

E a vida?
Segue movendo e enchendo-me
De amor e ódio
De perdas e ganhos e aprendizados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário